vinhos

Como Diferenciar o Vinho Vegano dos Demais Tipos?

lista-cerveja-vegana-miolo-lactato-de-calcio-e

Poucos sabem, mas o vinho nem todas as vezes é totalmente vegano. Pensando nestes fatores, as pessoas que adotam tal medida para a sua vida pessoal, devem levar em conta todos estes fatores no momento de consumir esta bebida.

Desse modo, uma grande dúvida surge na vida das pessoas que consomem alimentos veganos, é em como saber quais vinhos podem tomar e quais não podem.

Mas calma, sem desesperos, é possível diferenciar qual é vegano e qual não é, pode ser difícil. Mas, vale a pena para as pessoas que adotam o estilo de vida.

Sendo assim, você que opta por consumir produtos sem nenhum vestígio do componente animal, deve observar o rótulo do vinho e todas as informações que estejam na sua embalagem.

Desse modo, caso a bebida tenha algumas frases, como: “unfiltered” (não filtrado) ou até mesmo “métodos de autoclarificação natural”.

Os vinhos com selo Kosher, também são indicados para pessoas veganas, pois ele indica que o produto não tem nenhum componente animal. Além disso, não se esqueça de procurar informações sobre o produtor.

O que é vinho vegano?

O vinho vegano é uma bebida que não possui nenhum derivado de origem animal. Parece pouco comum isso, mas grande parte dos vinhos possuem derivados de animais, como por exemplo:

  • Proteína do leite;
  • Gelatina com origem Bovina ou Suína;
  • Clara de ovo.

Todos esses componentes são usados no processo de clarificação dos vinhos normais e a sua versão vegana não possui nenhum destes componentes para o seu processo de clarificação.

Todos os vinhos são veganos?

Não, grande parte dos vinhos não são. Diversos deles possuem componentes de origem animais em seu processo.

Ou seja, para que o vinho tenha uma aparência mais cristalina, os produtores utilizam moléculas e alguns produtos para fazer o processo de afinamento e nesses processos alguns produtores podem acabar usando produtos de origem animal.

Para o vinho tinto, na realização do processo de afinamento, geralmente é utilizado a albumina, que é encontrada na clara do ovo. Em relação ao vinho branco, é utilizado a caseína ou a proteína do leite, como é mais conhecida popularmente.

Como funciona o processo de clarificação do vinho?

A clarificação é uma etapa que acontece no processo de fabricação do vinho, que consiste em retirar os resíduos sólidos que se formam durante os processos anteriores e tem a finalidade de deixar a bebida mais limpa e mais clara.

Desse modo, para realizar tal processo, é adicionado no produto, algumas substâncias e compostos, que servem como ímã, ou seja, atrai todas as impurezas presentes no vinho.

Quais produtos animais podem ser utilizados nos vinhos?

Albumina de ovo

A albumina, ou a proteína do ovo, é uma substância muito conhecida, por colar ao vinho e tirar diversas partículas que ficam suspensas no líquido, deixando a bebida mais limpa e brilhante.

Sangue animal

O sangue animal, também é um componente utilizado na produção do vinho. Mas, de uma forma diferente, pois o mesmo serve para o amaciamento dos taninos.

Ou seja, para agilizar o tempo e tirar a armagura que o vinho tinto mais jovem possui. Em alguns países, o sangue animal foi proíbido na produção do vinho.

Cola de peixe

Também conhecido como Isinglass, ele é diferente dos outros produtos, feito a partir das bexigas natatórias do peixe, que são processadas e desidratadas para ficar parecidas com o colágeno.

E quando adicionadas no vinho, ajudam com que ele fique limpo e mude seu aspecto visualmente.

Ele faz com que o vinho fique pronto mais rapidamente, além de ser um dos produtos mais baratos para o processo, ajudando monetariamente o produtor.

Gelatina animal

A gelatina animal é retirada da carne bovina ou suína e usada para ajudar nesta modalidade, sendo muito comum e utilizada por diversos produtores.

Caseína do leite

A caseína ou proteína do leite, é muito utilizada em vinhos branco, também para deixar o vinho mais claro.

Óleo de peixe

O óleo de peixe, diferente da cola de peixe, é uma substância retirada deles e colocada dentro do vinho fazendo com que as impurezas presentes na bebida grudam neste óleo.

O que é o amaciamento dos taninos?

A partir de um tempo, os taninos vão amaciando e o seu gosto que antes trazia uma sensação de amargor na boca, passa a ser bom e o vinho fica cada vez mais saboroso no momento da degustação.

Alguns produtores, preferem adiantar o processo acelerando a etapa de amaciamento, em que consiste na inserção de albumina, que é conhecida como proteína do ovo ou até mesmo sangue animal.

É importante ressaltar, que nem todos os vinhos passam pelo amaciamento forçado. Mas, grande parte sim, mesmo não sendo algo obrigatório.

Além disso, diversos países proíbem o processo de amaciamento forçado com a utilização do sangue de animais. Alguns países restringem e não aceitam de forma nenhuma esta modalidade como a França e Estados Unidos.

Mas, por não ser algo obrigatório informar no rótulo se o produto passa por este processo, não é possível saber se é feito o amaciamento precoce ou não.

É importante ressaltar também, que algumas regiões exigem que os produtores de vinho possuam certificação, informando que não utilizam tal modalidade.

Porém, por ser uma certificação cara e principalmente burocrática, muitos produtores e fabricantes de vinho, principalmente os menores, não possuem acesso a certificação.

Os taninos são uma substância muito presente nos vinhos tintos, tais substâncias são provenientes da casca e semente das uvas. Inclusive, uma das principais diferenciações entre o vinho tinto e o branco estão relacionadas a casca da uva.

Mas, um ponto importante é que a partir do seu amaciamento, com o tempo, o vinho se torna amaciado e o seu gosto fica mais saboroso e diferenciado.

Como identificar o vinho vegano?

Em grande parte dos casos, não é possível identificar o vinho vegano apenas pelo seu paladar.

Pois, como o processo de utilização da origem animal ocorre nas etapas de produção, apenas algumas substâncias do animal ficam na bebida. Por este fato, não é possível identificar apenas pelo gosto se o vinho é vegano ou não.

Sendo assim, ler o rótulo é importante. Mas, diversos vinhos não falam sobre este assunto no seu rótulo, o que significa que nem sempre ele utiliza somente a forma vegana.

Já os produtores de vinho vegano irão apresentar desde o início sobre o seu processo.

Desse modo, é importante se atentar a estes detalhes. Caso não encontre nada informando se o produto é vegano ou não, leia também o seu contra rótulo.

Uma opção que você também não deve esquecer de verificar é o produtor, pesquise bem sobre ele e se informe se o mesmo costuma trabalhar com bebidas veganas ou não. Em caso de dúvidas, não consuma a bebida.

O que deve conter no rótulo do vinho vegano?

Ao olhar no rótulo, para identificar se o vinho é vegano ou não, você deve encontrar algumas expressões ou termos que indicam se ele é ou não. Veja a seguir algumas destas expressões:

Unfiltered ou Unfined.

Desse modo, tais expressões indicam que o vinho foi feito sem utilização de agentes de agentes finos.

Sendo assim, significa que esta garrafa de vinho não contém nenhuma substância animal e não teve clarificação com o uso destes tipos de componentes.

Quais produtos podem ser utilizados para fazer a clarificação do vinho, sem ser de origem animal?

Para quem acha que não possui saída para a clarificação, sem o uso de derivados animais, é possível sim! Inclusive os produtores que trabalham com este tipo de vinho geralmente usam tais modalidades e substâncias que ajudam no processo.

Os principais componentes, que ajudam a fazer tal clarificação de forma totalmente vegana, são:

Bentonita

A bentonita, é um colágeno totalmente à base de argila, que também ajuda no processo de remoção das partículas indesejadas e diversas impurezas, ajudando assim, na clarificação.

Carvão ativado

O carvão ativado é um grande parceiro da família dos veganos e também pode ser utilizado na remoção de diversas impurezas presentes no vinho. Inclusive, as empresas que realizam a produção de vinhos veganos utilizam muito este componente.

Conclusão

Logo, é possível observar que existem vinhos não veganos e veganos para todos os gostos da população.

Além disso, a variedade de vinhos nesta modalidade vem crescendo cada vez mais e diversas empresas estão aderindo a este tipo de público.

Assim, mesmo sendo vegano ou não, o seu vinho continuará saboroso e estará presente nos melhores momentos da sua vida. Basta escolher a marca certa e aproveitar os melhores momentos.

Referências:

https://www.virginwines.co.uk/hub/blog/what-is-vegan-wine/

https://www.decanter.com/learn/advice/makes-vegan-wine-ask-decanter-406947/#:~:text=’Vegan%20wines%20are%20made%20without,Partners%20wine%20expert%2C%20Matt%20Johnson.&text=In%20reality%2C%20many%20wines%20are%20vegan%20friendly.

https://www.delicious.com.au/drinks/wine-champagne/article/8-best-vegan-wines-2021-top-rated-vegan-wine/86obn3es

Se gostou, por favor nos ajude e compartilhe!