Maquina Espresso Delonghi Premium Barista
Cafés Especiais

Máquinas de Cafe Espresso: 20 Dicas Para Comprar e Fazer

Cafeteiras de barista profissional a estilo doméstica / para escritório / lanchonete / copa. Aparelhos com moedor de grãos, automática, multipressão, manual, industrial e mini. Em modo de funcionamento comum e especial para “coffee cream” / crema para capuccino, latte, mocha, etc.

O café expresso não é caracterizado como um grão diferente. Ele é preparado com os mesmos grãos de um café tradicional.

No entanto, o que difere o seu gosto e seu aroma é o a forma de prepará-lo. Em sua preparação, há uma passagem de água quente sob uma alta pressão pelos grãos moídos. Para isso, é necessária a utilização de máquinas específicas cujo a pressão da passagem chega até dez bars ou atmosferas.

Esse processo garante uma bebida com qualidade superior um sabor mais acentuado, porque o grão moído é explorado em toda a sua essência e por isso o líquido é mais consistente do que o tradicional café coado.

Quais as principais marcas de cafeteiras expresso?

É possível encontrar numerosas marcas que fabricam máquina de expresso para o uso doméstico. Há quem diga que, as melhores são produzidas na Itália, e geralmente pelas indústrias que também abastecem todo o mercado profissional.

Máquina de café expresso tem top de linha, fora de série, intermediárias, industriais e também as populares:

A máquina de café expresso era um objeto de muita cobiça nos anos passados. Esse eletrodoméstico passou a fazer parte das listas de casamentos e obtê-lo em casa era de fato um sinal de status para a maioria das pessoas.

Mas, com o surgimento das cápsulas e também dos diversos métodos do café coado no comércio, a cafeteira foi perdendo a exclusividade e também a pompa. Bom, nem tanto, as pessoas atualmente não conseguem se separar dela.

As cápsulas se popularizaram nos últimos tempos. Elas são recipientes em plástico selados com uma folha em alumínio, e com a quantia exata para uma xícara.

Seu preço é bem acessível, ocupam menos e geralmente são compatíveis com determinadas máquinas de café expresso.

No comércio há várias opções de máquinas em cápsula: da Nespresso, Dolce Gusto, Três Corações, Philco, Oster, Saeco e cada uma delas possuem suas particularidades:

  • Nespresso – é capaz de produzir diversos sabores de café. Há opções inclusive que podem preparar outras bebidas desde que a base seja o café.
  • Dolce Gusto e a 3 Corações – Essas são bem parecidas. Preparam a chamadas “multibebidas”, pois pode-se preparar o café expresso, chás e até mesmo chocolates. A Dolce Gusto também permite a preparação de bebidas geladas.
  • Philco – Ela é capaz de preparar o famoso café e também o cappuccino.
  • Oster – Essa máquina tem opções de preparação com o pó ou com capsulas. Bem versátil.
  • Saeco – Essa é uma versão mais profissional, automática e que permite preparar cappuccino, expresso, latte macchiato, ou obter água quente em instantes.

Todas essas opções são excelentes. No entanto, é preciso identificar a sua necessidade, bem como o preço e custo benefício para cada sua finalidade. E por consequência, escolher a máquina ideal para o seu café de todo dia!!!

Vinte dicas para fazer o melhor café expresso:

Preparar um expresso é muito simples. Você precisa pôr água no reservatório, acomodar a cápsula no local próprio dela e encaixar a tampa. O café fica pronto em aproximadamente 30 segundos.

Vale lembrar que, a qualidade é influenciada diretamente através da preparação. Desse modo, para que você garanta um café do tipo expresso perfeito, separamos as seguintes dicas:

  • Ao comprar o café, escolha um que tenha uma boa qualidade;
  • Ligue a sua máquina expressa alguns minutos antes de realizar o preparo para que ela aqueça adequadamente;
  • Opte por utilizar sempre água filtrada;
  • Se for cápsulas, a dose já está pronta de fábrica! Então você não tem que se preocupar com o processo de moagem, compactar o pó e nem de limpar os bicos após o seu preparo.
  • Colocar as capsulas no compartimento conforme instrução da fabricante da máquina.
  • Dispensar a primeira água na xícara para aquecê-la;
  • Extrair o café e apreciá-lo;
  • Se o café for moído, moa na hora com ajuda de um moedor especifico de café manual ou elétrico;
  • Deve-se colocar o pó no compartimento do filtro e nivelar com a ajuda do dedo;
  • Compactar o café com ajuda do prensador;
  • Limpar todas as laterais do compartimento do filtro utilizando de preferência um pincel, caso contrário, limpe o dedo mesmo;
  • Eliminar um pouco da primeira água da máquina anteriormente ao preparo, porque esta está mais quente do que ideal. Além disso, ela serve para higienizar a cafeteira;
  • Despejar um pouco de água na xícara para poder aquecê-la. Isso porque, com ela aquecida a permanência do café quente é estendida por um tempo maior;
  • Encaixar o porta filtro adequadamente;
  • Colocar a xícara para receber o café;
  • Extrair e apreciar o seu café expresso;
  • Após preparar o seu café, é essencial realizar a limpeza da máquina. Deve-se liberar a água para higienizar o local onde o porta filtro se encaixa e passar um pano limpo.
  • Os cantinhos que são mais difíceis de limpar, utilize uma escova de dentes para limpar;
  • Não utilize sabão para a limpeza. As máquinas precisam estar sempre limpas, mas a utilização de sabão e/ou detergente não é indicada;
  • A cada ciclo de preparação de 30 cafés, a higienização precisa ser mais profunda. Deve-se realizar o desmonte da cafeteira com cuidado (se for do tipo italiana), limpar com escova e desobstruir todos os furos. Se por ventura a junta da borracha encontrar-se danificada, essa é a hora de fazer a troca.

Tenho certeza de que, com todas estas dicas você terá o melhor do café expresso.

Cada máquina de café tem à sua maneira de funcionamento dentre outras particularidades. Entretanto, antes de realizar a preparação do seu primeiro cafezinho, leia minuciosamente o manual de instruções.

Essa prática te ajudará a utilizar a cafeteira expresso de maneira correta e por consequência cuidar para que ela dure muito.

O café expresso não se trata apenas de uma bebida, trata-se de um estilo, de um jeito singular de tomar e apreciar o café.

Não se trata apenas de uma máquina, e sim de um processo, de uma experiência mais intimista, perceptiva e sensorial dos sabores, aromas e prazeres.

Se gostou, por favor nos ajude e compartilhe!