é – bom – e - vintage-branco-rose-espumante-miolo-brasil
vinhos

Quais os 13 Melhores Vinhos Almadén e Como Harmonizar?

No celular gire a tela para ver a tabela completa

PosiçãoVinhos AlmadénPreçoOnde Comprar
1GewürztraminerR$35,00Ver
2Vinhas Velhas TannatR$155,00Ver
3ChardonnayR$32,50Ver
4MerlotR$33,00Ver
5PinotageR$33,00Ver
6Cabernet SuaveR$26,00Ver
7CabernetR$32,60Ver
8TannatR$32,60Ver
9RieslingR$32,60Ver
10ShirazR$37,00Ver
11RoséR$26,00 a R$40,00Ver
12Ugni Blanc SuaveR$26,00Ver
13Sauvignon BlancR$32,60Ver

Se você está ingressando agora no maravilhoso universo que é o setor de vinhos, você vai se deparar com alguns temas ou nomes que talvez desconheça.

Você, por exemplo, sabe o que é um vinho Almadén? Não?

Tudo bem, vamos explicar logo a seguir.

Este nada mais é do que uma marca de vinho nacional. Atualmente é muito conhecida no mercado, foi comprada pela Miolo, outra famosíssima empresa de bebida alcoólica. E foi justamente essa imersão com outra companhia que fez a Almadén ganhar prestígio no setor.

Após ser comprada pela Miolo Wine Group, a até então fórmula usada para a criação de vinhos Almadén foi reformulada e, segundo os especialistas, essa mudança foi mais que bem-vinda, pois agrada diversos consumidores, mas principalmente aqueles que, assim como você, estão conhecendo agora o mundo dos vinhos.

Além de ser uma excelente porta de entrada para os novatos, ele é também uma ótima opção para os apreciadores já experientes que incluem o vinho não apenas em ocasiões especiais, mas no dia a dia.

Existe, porém, outro ponto primordial que faz dos vinhos Almadén os preferidos entre quem quer se aprofundar mais nessa arte da degustação: ele é o famoso caso de bom e barato.

Então, se você está à procura de um vinho com qualidade – a nova fórmula deixou as bebidas mais leves e com menos açúcar – e com um bom preço, então o Almadén é para você.

Sem contar que por ser uma bebida fabricada em grande escala, você não terá nenhuma dificuldade em encontrar naquele mercado que você faz suas compras do mês.

Bom, barato e fácil de encontrar. Melhor opção não existe para você ingressar de vez no mundo dos vinhos, não é mesmo?

Quais são os seus principais vinhos?

Não se preocupe quanto às opções, pois a marca conta com alternativas para todos os gostos. Atualmente, a empresa conta com um catálogo de treze vinhos, sendo seis tintos, cinco brancos e um rosé.

1 – Gewürztraminer

Cultivado na área de Campanha Central, esse vinho de nome um tanto quanto difícil é a alternativa perfeita para quem procura um rótulo de uvas brancas com frescor e aroma típico.

No quesito cheiro, o Gewürztraminer detém toques de frutas tropicais e cítricas, como o abacaxi e lichia, e rastros de florais que lembram pétalas de rosas.

Já no paladar, é um vinho jovem, de acidez média que ressalta a fineza desse rótulo. Sua cor, assim como outros vinhos brancos, é um amarelo palha.

Para acompanhar a taça deste alcoólico, opte por petiscos, como queijos frescos de massas moles, saladas, peixes e pizzas.

Na hora de servir, prefira uma temperatura entre 6 e 8 °C.

Seu preço fica na casa dos R$35,00.

2 – Vinhas Velhas Tannat

Entre todas as opções que citamos aqui, este é o único rótulo mais caro, com um custo de R$155,00.

Também fabricado na Campanha Gaúcha, é um rótulo premiado no Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, ganhando o sétimo lugar.

A temperatura ideal para servir é de 15 graus °C.

3 – Chardonnay

Gosta de vinho branco? Então você pode optar por esse Chardonnay da Almadén. É um rótulo simples, jovem, descontraído e pode ser consumido diariamente.

E o seu gosto ajuda neste consumo no dia a dia. Ele tem uma acidez bem equilibrada, é harmonioso e provoca uma sensação boa de volume na boca.

Já o seu cheiro é frutado, com uma mistura de abacaxi, maçã verde, banana e um toque floral no final.

Sua cor é de um amarelo claro, puxado para o verde.

Deve ser servido a uma temperatura de 6 a 10 °C.

Ele combina muito bem com saladas, peixes, pizza, aves, massas com molhos leves e queijos frescos – ricota, mozzarella de búfala, minas e cottage.

O valor de cada garrafa é de aproximadamente R$32,50.

4 – Merlot

Mais uma opção para você que quer trazer o vinho para o seu dia a dia. Esse rótulo feito com uvas Merlot é uma alternativa frutada, jovem e com sabor aveludado de médio corpo.

Seu aroma é uma mistura de ameixa preta e cereja.

A cor é vermelho rubi por se tratar de um tinto.

Na hora de trazer para a sua mesa, combine-o com petiscos salgados, galeto/carne vermelha assada ou grelhada, lasanha, pizzas, risotos e petiscos salgados. Na verdade, ele cai muito bem com qualquer comida de tamanho médio.

A temperatura ideal para servi-lo varia de 16 a 18 °C.

Cada exemplar tem um preço de R$33,00.

5 – Pinotage

Este vinho produzido com variedade Pinotage tem um aroma maravilhoso. É uma mistura de mirtilo, ginja e cereja. Também não deixa a desejar no sabor, que é equilibrado, proporcionando uma sensação aveludada e macia na boca.

Combina muito bem com risotos, pizzas, lasanhas, massas com molhos mais pesados, além de carnes assadas ou grelhadas.

A temperatura ideal para ir para a taça é de 16 °C.

Seu preço também fica na casa dos R$33,00.

6 – Cabernet Suave

Com uma mistura de uvas Cabernet Sauvignon e Franc, este vinho é uma reinterpretação daquele que era vendido entre as décadas de 80 e 90, quando a miolo ainda não era dona da Almadén.

Essa combinação de uvas oferece um rótulo de doçura equilibrada e um aroma agradável de frutas.

Deve ser servido entre 16 e 18 °C, sua cor é um vermelho rubi e harmoniza perfeitamente com queijo do tipo gorgonzola e roquefort, comidas amargas, além de sobremesas como mousse de chocolate e brigadeiro.

A garrafa sai em torno de R$26,00.

7 – Cabernet

Este Cabernet é altamente reconhecido no cenário da vitivinícola brasileira.

De origem gaúcha, deve ser servido entre 16 e 18 °C.

Seu preço é muto acessível e de ótimo custo benefício, apenas R$32,60.

8 – Tannat

O Tannat é um vinho de taninos maduros, o que acaba ressaltando seu equilíbrio. Seu aroma tem um toque de amora.

Cai muito bem com comidas de médias estruturas e deve ser servido a 18 °C, no máximo.

Mais um exemplar com valor de R$32,60.

9 – Riesling

Este rótulo, fabricado com uvas Riesling, é considerado uma das melhores garrafas da Miolo. É um vinho fino, autêntico, elegante e refrescante.

Sua cor é de um transparente com um toque de verde. O sabor é agradável, fresco, com uma acidez bem equilibrada. Já o aroma é uma mistura de frutas cítricas, como limão, pomelo e lima.

Perfeito para acompanhar aquela tábua de petiscos a uma temperatura de 18 °C.

Mais perfeito ainda é seu valor de R$32,60.

10 – Shiraz

Este Shiraz da Almadén é conhecido como um vinho jovem, com pouca acidez e ótimo para o dia a dia. Sua origem vem da caatinga, já que é fabricado em São Francisco, na Bahia.

Sua estrutura é leve, sendo macio e redondo na boca. Já sua acidez é baixa e proporciona um excelente equilíbrio entre olfato e paladar.

E falando em aroma, este detém toque de frutas, como morango, e um leve cheiro de floral, que lhe concede um sensação de refrescância.

Sua cor, assim como todo bom tinto, é de um vermelho rubi intenso.

Para harmonizá-lo bem, escolha lasanha com carne vermelha, massas com molhos mais grossos, pizzas, risotos, galeto assado, carnes vermelhas assada ou grelhada, assim como petiscos salgados.

A temperatura ideal para servi-lo é entre 16 e 18 °C.

E cada garrafa tem um custo de R$37,00.

11 – Rosé

Para quem quer degustar um rosé pela primeira vez, com certeza vai adorar essa opção. Advindo de um clima quente e um solo arenoso, este é um vinho jovem, descontraído e de fácil degustação.

É aquela opção para quem deseja agregar o vinho no seu dia a dia, além de agradar os mais variados paladares.

Sua doçura é muito bem equilibrada com a acidez natural deste rosé. No quesito aroma, este é limpo e frutado, com toques de cereja, framboesa e morango.

A coloração também chama atenção, assim como todo vinho deste tipo.

Este detém um tom rosa claro com traços de salmão.

Na hora de harmonizar, opte por frutas frescas, pudim e/ou pizzas doces.

Ele deve ser servido entre 6 e 8 °C e seu valor de mercado gira entre R$26,00 e R$40,00.

12 – Ugni Blanc Suave

Para quem quer conhecer um pouco como eram os vinhos desta marca na década de 80 e 90, pode optar por este Ugni Blanc Suave.

Seu cheiro limpo traz um delicioso toque de maçã verde e pomelo.

A cor é de um amarelo palha. Já o gosto é doce e leve, sendo perfeito para o dia a dia.

Na harmonização, aposte em petiscos, suflês doces e salgados, antepastos, frutas, queijos azuis e sobremesas de todos os tipos.

Sua temperatura ideal varia entre 6 e 8 °C.

Seu valor possui um ótimo custo benefício, ficando na casa dos R$26,00.

13 – Sauvignon Blanc

O último da nossa lista é esse Sauvignon Blanc. É um vinho branco, cultivado em vinhedos da própria companhia, localizada na região da Campanha Central Gaúcha.

É uma bebida de aromas de frutas tropicais, como goiaba, maracujá, abacaxi e folha de tomate.

Seu gosto é de um vinho jovem, harmônico, com corpo médio e um final refrescante. Perfeito para dias mais quentes ou para tomar na beira da piscina.

Sua cor varia entre um transparente puxado para o verde.

A sua harmonização é a mesma do Chardonnay.

Deve ser servido entre 6 a 10 °C.

O valor de cada unidade sai em torno de R$32,60.

Qual a história da vinícola Almadén?

Apesar da compra pela Miolo ter alavancado marca, ela já era conhecida desde a sua criação, em 1970. Isso porque ela foi uma das primeiras vinícolas brasileiras a produzir vinho de excelente qualidade.

Por muitos anos foi, inclusive, líder de vendas em todo mercado nacional.

Mas com o passar dos anos, a produção de vinhos pela Almadén começou a cair, o que fez com que a marca perdesse essa liderança no mercado de bebidas alcoólicas.

Diante disso, a empresa acabou sendo vendida, em 2002, para a Pernod Ricard, uma gigante do setor, dona de marcas como o rum Havana Club, uísque Chivas e champagne Mumm. Mas mesmo com essa troca de dono, a atuação da Almadén seguia fraca no mercado.

Foi só em outubro de 2009 que essa realidade mudou. Mais uma vez mudando de dono, a Almadén agora passa a integrar a Miolo Wine Group, empresa que trouxe a companhia de volta ao topo ao reformular a fórmula de vinificação até então usada.

Conclusão

Agora você não pode reclamar que não têm opções de vinhos de qualidade e baratos para incluir essa bebida no seu dia a dia. Melhor ainda é que esse leque de alternativas é bem variado dentro de uma única marca, o que garante o famoso custo-benefício.

De todas as garrafas que citados aqui, a não ser o Vinhas Velhas Tannat, todos os outros custam em torno de R$30,00. Ou seja, é um valor que dá pra você investir tranquilamente.

Gostou das nossas dicas? Já tinha provado algum rótulo da Almadén?

Referências:

https://vineyardsmagazine.com/2018/08/21/almaden-wines-get-new-labels/

https://visitawinery.com.au/a-wine/almaden-merlot-wine-reviews.html

https://www.winemag.com/region/brazil/

Se gostou, por favor nos ajude e compartilhe!